Cultura

SUPER BOCK SUPER ROCK À AMERICANA

O Super Bock Super Rock está aí à porta. Durante as próximas semanas, o JUP vai apresentar-te algumas das bandas que vão passar por Lisboa nos dias 14, 15 e 16 de Julho. Apertem bem os cintos, hoje viajamos até aos Estados Unidos.
Infografia por Sara Felgueiras

sbsr-usa2-1-768x652

The National

Diretamente de Nova Iorque, a banda de indie rock regressa a Portugal pela 13ª vez. O ano passado passaram pelo Nos Primavera Sound Porto também como cabeças de cartaz. O grupo norte-americano promete apresentar alguns dos temas do novo projeto previsto para o fim de 2016 ou início de 2017. Mesmo sem um disco novo nas mãos, nada há a falhar para uma banda que tão bem conhece os palcos portugueses. De braços abertos e com grande euforia é a atitude certa com que o público português vai esperar pelos The National no dia 14 de Julho.

Kurt Vile

Em Novembro passou por Lisboa, em Julho o Super Bock Super Rock será a sua nova casa na capital. Começou com Adam Granduciel o projeto The War on Drugs, onde só acabou por participar no título de estreia. Em 2008, decidido a lançar-se numa carreira a solo, apresentou Constant Hitmaker. No entanto, foi em 2013 com Wakin on a Pretty Daze e B’lieve I’m Goin Down, editado já em 2015, que Kurt Vile se tornou um dos nomes mais aclamados da música rock/folk. Com a sua sonoridade própria e o seu carisma inigualável, promete agarrar o palco EDP. Mas não o fará sozinho. É com a banda The Violators, constituída por Jesse Trbovich, Rob Laakso e Kyle Spence, que sobe ao palco no dia 14 de Julho.

Iggy Pop

No segundo dia do festival, a voz é dada a James Newell Osterbeg, mais conhecido como Iggy Pop. Considerado uma das maiores figuras do rock, descobriu a sua veia musical com os The Iguanas, banda do liceu onde assumiu as funções de baterista. Em 1969, formou a banda The Stooges que liderou durante 5 anos.  Foi na década de 70 que se estreou a solo com o apoio de David Bowie, na altura seu amigo e colaborador. The Idiot e Lust for Life são hoje os dois discos a solo mais aclamados da carreira de Iggy Pop. Os álbuns que se seguiram, Blah, Blah, Blah (1986), Brick by Brick (1990), American Caeser (1993) e mais recentemente com Skull Ring (2003) deram-lhe um nome inscrito no Rock and Roll Hall of Fame.

No dia 15 de Julho apresenta o seu novo disco Post Pop Depression, escrito em colaboração com Josh Homme, vocalista e guitarrista dos Queens Of The Stone Age. Com 69 anos, Iggy Pop é a prova viva de que o rock/punk rock são imunes à idade.

Kendrick Lamar

Mais uma vez o Super Bock Super Rock volta a resgatar nomes repetidos em Portugal. Em 2014, o rapper americano passou pelo Nos Primavera Sound Porto. Este ano regressa a Portugal com um novo estatuto. Reconhecido internacionalmente como uma figura distinta do rap, Kendrick Lamar apresenta Untitled Unmastered, primeira coletânea musical do artista, lançado em Março deste ano. To Pimp a Butterfly gerou críticas entusiásticas, considerado o melhor álbum do ano pela Rolling Stone. Kendrick Lamar atua dia 16 de Julho no palco Super Bock onde o hip-hop é o estilo anfitrião.

De La Soul

Os norte-americanos De La Soul foram talvez umas das confirmações mais inesperadas para a 22ª edição do Super Bock Super Rock. A última vez que passaram em Portugal foi em 2003 depois de uma noite histórica no Coliseu de Lisboa com alguns nomes do hip hop português: Sam The Kid, Micro, Mundo Complexo e Dealema. Formados em 1987, a banda estreou-se em 1989 com Feet High and Rising, considerado uma obra prima do hip hop. Os álbuns que se seguiram não tiveram o mesmo sucesso, mas continuaram a ser bem recebidos pela crítica. Em 2005, De La Soul colaborou com os Gorillaz no single Feel Good Inc, entre outras colaborações na última década. O grupo americano junta-se a Kendrick Lamar e a Orelha Negra no dia 16 de Julho para um dos dias mais aguardado do Super Bock Super Rock, com os últimos bilhetes disponíveis.

Ainda dos Estados Unidos, temos o indie pop de Lucius, a atuar no primeiro dia; o duo de Califórnia, Rhye, no segundo dia; o garage punk dos Fidlar e a artista Kelela, no último dia.

O cartaz da 22ª edição do Super Bock Super Rock pode ser visto aqui

 

Save