Cultura

ATEQUANDO, A MAIS RECENTE PRODUÇÃO DO TUP

O Teatro Universitário do Porto (TUP) estreia, amanhã (11), a sua mais recente produção: ATEQUANDO. A peça com texto e encenação de Raquel S. encontra-se em cena de 11 a 20 de fevereiro.
Fotografia por Beatriz Teixeira

ATEQUANDO é um espetáculo sobre o “continuar para o cansaço”, que explora o espaço enquanto possibilidade última de ação humana, sendo, em simultâneo, o seu motivo e o seu fim.

Nas palavras do ator, e presidente do TUP, Orlando Gilberto-Castro, ATEQUANDO teve como ponto de partida “o que passa do que fica no TUP”, alimentando-se do património imaterial da própria instituição. Contudo, apresentando um processo criativo que se iniciou na exploração dos arquivos documentais das produções e pessoas que passaram pelo TUP, o espetáculo não é meramente uma retrospetiva da história deste, mas sim uma obra ela própria autónoma e passível de diferentes interpretações. O próprio ator confessa, ainda, que ATEQUANDO não é alheia às circunstâncias políticas e sociais que se vivem na Europa com a crise dos refugiados, afirmando que essa foi uma das coisas de que falaram durante o processo, salvaguardando, contudo, que “há mais mundo ali dentro”.

E este “mais mundo”, figurativo e literal, é um dos principais elementos de ATEQUANDO, que aborda o espaço-futuro como única possibilidade de se ser feliz. Precisamente entre as personagens e este espaço-futuro, fica “mais mundo” que é preciso percorrer: uma caminhada alimentada pelas esperanças, solidões e desejos de quem insiste no caminho. Daqui surge uma relação nova entre o espaço e os corpos, que o exploram desesperadamente, bem como uma reflexividade, talvez intuitiva, da posição que cada um ocupa. Como tal, talvez faça sentido usar as palavras de Anthony Gormley para tentar definir ATEQUANDO: “this transition from body as representation to body as space is a translation from representation to reflexitivity”.

A peça conta com as interpretações de Gonçalo Albuquerque, Maria João Calisto, Orlando Gilberto-Castro, Raquel Chaves, Sara Oliveira e Tiago Jorge, e com participação especial de Catarina Vaz, Joana Mont’ Alverne e Tiago Carvalho. Apresenta ainda música original de José Alberto Gomes.

ATEQUANDO estará em cena de 11 a 20 de fevereiro, de terça-feira a domingo, pelas 22h, no auditório nº1 da Praça Coronel Pacheco, nova sede do TUP.