Ciência Acontece Ciência e Saúde

Ciência Acontece: agenda para outubro

Em outubro, o Ciência Acontece traz várias sugestões de eventos científicos online para combater a apatia nos dias chuvosos.

O Outono chegou e, com ele, vieram os serões passados em casa com uma chávena quente da nossa bebida favorita na mão, uma manta que nos aconchega e várias possibilidades de entretenimento, enquanto a chuva e o vento castigam o exterior do nosso refúgio. As sugestões do JUP para outubro trazem as habituais propostas de canais de YouTube, podcasts, webminars e documentários, mas também uma exposição e um workshop. Não deixes de consultar as nossas sugestões mensais para aprenderes mais sobre engenharia biomédica, física, qualidade do ar interior, informática, astronomia e muito mais!

2º Fórum de Inovação em Engenharia Biomédica

O quê?        Organizado pelos alumni da Escola Superior de Biotecnologia da Universidade Católica Portuguesa, este evento, sob a forma de webminar, pretende “proporcionar um encontro geracional entre antigos e atuais alunos da Universidade Católica, trazendo à Universidade key-stakeholders na área da Biotecnologia, nas suas múltiplas vertentes”. O evento contará com uma palestra sobre “Biomateriais inteligentes” pelo professor Seeram Ramakrishna (UK Royal Academy of Engineering),  palestras sobre o projeto português “Open Air” e a aplicação “StayAway COVID” pelos respetivos mentores, e ainda uma mesa redonda sobre “Inovação em Biotecnologia: Tendências e caminhos futuros em Portugal” com membros de diversas startups portuguesas e estrangeiras.
Onde?        O Webinar será transmitido através da plataforma Zoom, entre as 9h30 e as 13h do dia 10 de outubro (manhã de sábado). Inscrições gratuitas aqui.

MinutePhysics

O quê?        Esta série educacional de YouTube, criada por Henry Reich, usa animações em quadro branco para explicar tópicos relacionados com Física. Com vídeos desde 2011, cada curto episódio responde a questões como “Porque é que as latas de ar comprimido ficam frias?”, “Alguns dias não duram 24 horas?”, “Por que é difícil pousar em Marte?”, entre muitas mais.
Onde?         Descobre mais no YouTube.

O JUP recomenda… explorar a lista de vídeos disponíveis no canal.

Webminar “Plano Nacional do Radão”

O quê?       A Agência Portuguesa do Ambiente, com o apoio da Agência Internacional da Energia Atómica, e em parceria com a Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto organizaram um webinar no âmbito dos trabalhos de elaboração do Plano Nacional do Radão, no qual estarão vertidas estratégias para reduzir a exposição da população portuguesa a este gás poluente que afeta a qualidade do ar interior. A exposição prolongada ao Radão é a segunda causa de morte por cancro do pulmão.
Onde?        O webminar irá decorrer entre 6 e 9 de outubro. Mais informações e inscrição aqui.

Conversa “Informática no Porto de Rogério Nunes aos nossos dias”

O quê?        Os mais de 50 anos de história do primeiro computador da Universidade do Porto – o NCR Elliott 4100, adquirido no início da década de 60 do século passado – dão o mote para uma sessão em que se assinala o centenário de Rogério Nunes (1920-1999), professor histórico da Faculdade de Ciências (FCUP) e investigador de referência em Portugal na área da Matemática Aplicada. A sessão contará com a participação de vários dos protagonistas que testemunharam, ao lado de Rogério Nunes, a chegada daquele que foi o primeiro computador das universidades portuguesas.
Onde?         No Salão Nobre da Reitoria da U. Porto, às 14h30 do dia 8 de outubro.

“O dilema das redes sociais”

O quê?       Este documentário, lançado em setembro na Netflix, tem sido motivo de reflexão para muitos de nós e alvo de enorme atenção ao longo das últimas semanas. Quais serão as consequências da crescente dependência do ser humano pelas redes sociais? Como é que algo que pode ser tão positivo e nos aproximar em cenários como o de uma pandemia global, pode ser igualmente tão prejudicial para a nossa saúde mental e para o funcionamento das sociedades modernas? Este filme mostra-nos um outro lado – oculto – das redes sociais, com recurso a investigação e entrevistas, mas também com uma narrativa dramatizada.
Onde?        Já disponível na Netflix.

“David Attenborough: Uma vida no nosso planeta”

O quê?        Outra recomendação na categoria de documentários para outubro recaiu no filme “David Attenborough: Uma vida no nosso planeta” lançado este mês na Netfix. Quando David Attenborough tinha 11 anos, em 1937, a população mundial era de 2,3 mil milhões, havia 280 ppm de carbono na atmosfera e restavam 66% de lugares selvagens no planeta Terra. Atualmente, com 94 anos, Attenborough vê um planeta com 7,8 mil milhões de seres humanos, 415 ppm de carbono na atmosfera e apenas 35% de natureza selvagem restante. Este documentário, que consegue ter tanto de maravilhoso como de aterrador, retrata a história de declínio global do planeta no espaço de uma única geração, pelos olhos de alguém que, sendo um apaixonado pela vida selvagem, testemunhou em primeira mão as alterações que a Humanidade provocou nas últimas décadas. Como conseguimos desequilibrar o funcionamento dos ecossistemas e o que podemos fazer no futuro para parar esta tendência assustadora? São duas das questões que este filme analisa e que o tornam obrigatório de ver.
Onde?        Já disponível na Netflix.

Workshop “O Universo Fascinante das Observações Astronómicas”

O quê?       Workshop de iniciação à observação astronómica, no qual serão dadas ferramentas necessárias para conseguir planear e executar as próprias observações, com ou sem auxílio de equipamentos como telescópios ou binóculos. O workshop será dado por João Retrê, do Instituto de Astrofísica e Ciências do Espaço.
Onde?        O workshop será transmitido através da plataforma Zoom, nos dias 26 e 29 de outubro das 18h30 às 21h (num total de cinco horas). É necessário inscrição até 25 de outubro, que tem um custo associado de 50 euros.

Exposição “Monstros Marinhos”

O quê?        A exposição Monstros Marinhos, com curadoria de José Teixeira, é organizada no âmbito das comemorações dos 20 anos do CIIMAR e da campanha Ocean Action, e é composta por numerosas esculturas construídas pelo artista Ricardo Nicolau de Almeida com plásticos apanhados nas praias do grande Porto. A exposição retrata um admirável novo normal, em que o plástico passou a fazer parte integrante dos ecossistemas aquáticos.
Onde?        A exposição de esculturas pode ser visitada gratuitamente de 22 de setembro a 31 de dezembro, de segunda a sábado das 10h às 18h, no pórtico e pátio da Reitoria da U. Porto.

O JUP recomenda… uma visita em família à exposição em que podes mostrar aos mais novos (e não só) de forma diferente e divertida porque não se deve deitar resíduos para o chão e quais os problemas associados com a poluição marinha pelos plásticos.

Histórias de Desencantar

O quê?        Este mês a recomendação de um podcast recaiu em “Histórias de Desencantar” da Casa Comum da U.Porto. Cada episódio revela, de forma sumária, a história de descobertas científicas inovadoras que, numa primeira abordagem, nos encantam pela sua importância científica e social. Contudo, na fria sombra das épicas façanhas descobrem-se, por vezes, vítimas usurpadas dos créditos que lhes seriam devidos. E o nosso desencanto aumenta quando a pureza de alguns avanços científicos degenera em aplicações perversas. Conta para já com dois episódios que são dedicados à história que começa com as descobertas de Lise Meitner (física nuclear) e termina com a explosão de Beirute, e à maldição de Apolo de Ignaz Semmelweis (médico).
Onde?         Começa a ouvir no Spotify.