Ciência e Saúde

+TALKS: ENVELHECIMENTO “DEU QUE FALAR”

O evento da Associação Cura+ decorreu no dia 14, na sede da Associação Nacional das Farmácias, no Porto. Por Cristian Ferreira Júnior.

Com auditório preenchido e oradores provenientes de várias zonas do país, a Associação Cura+ concretizou o evento “+Talks: Envelhecimento Demográfico – uma realidade desafiante”.

Distribuídas por três painéis principais, “A Nova Era do Conhecimento: Onde Estamos?”, “Inovação nas Respostas Sociais” e “Tecnologia e Envelhecimento Ativo”, as intervenções abordaram assuntos como os projetos para inclusão e proteção dos idosos em Portugal e as doenças que mais afetam esta faixa etária.

De acordo com Alberto Barata, enfermeiro e docente na Escola Superior de Enfermagem de Coimbra,
que moderou o primeiro painel, “envelhecer não é problema; é desafio!”. Segundo o professor, “numa equipa de cuidados, os elementos principais são o paciente e a sua família”, retirando a passividade do doente nos cuidados paliativos e elevando-o à condição de protagonista dos tratamentos escolhidos por si, devendo os profissionais atuar para garantir a dignidade humana em todos os seus termos.

Noutra perspetiva, abordou-se o dever de garantir cuidados à população idosa com iniciativas sociais. Nesse contexto, foram apresentados projetos desenvolvidos por intervenientes como o Município de Ílhavo, a Universidade de Aveiro, a Santa Casa de Misericórdia do Porto e a organização HAC.ORA, desde o programa “Chave de Afetos” até à gestão de habitações sociais específicas para o convívio saudável e integrado dos idosos.

Por fim, foi a vez de conhecer o papel das ferramentas tecnológicas. Se é verdade que a idade limita funções físicas como a mobilidade, é igualmente verdade que a tecnologia se pode fazer aliada da população idosa, facilitando a sua independência no dia-a-dia. Aplicações como a “Knok Healthcare” permitem a marcação e a realização de consultas médicas sem sair de casa. Outro exemplo é o portal eletrónico desenvolvido por investigadores do CINTESIS direcionado para cuidadores informais de pessoas com demência, totalmente em português, nos padrões da Organização Mundial da Saúde.

Segundo Sandra Vieira, presidente da Associação Cura+, esta foi a terceira edição do +Talks e o objetivo é levar aos estudantes e ao público em geral temas que fazem parte do dia-a-dia da sociedade, com linguagem perceptível e instigadora, além de sensibilizar para a necessidade de voluntários para os cuidados de saúde duma população que, muitas vezes, não tem voz e que necessita de auxílio adaptado às suas necessidades.

O evento foi considerado um sucesso, não só pela adesão de participantes e pela qualidade dos debates que sucederam cada um dos painéis, mas, sobretudo, por apelar à consciência da plateia sobre futuro de cada um e sobre o seu papel na sociedade que idealiza para o futuro.

 

Artigo elaborado por Cristian Ricardo Ferreira Júnior. Revisto por Ana Sofia Moreira.